terça-feira, 16 de junho de 2009

SAIA JUSTA: Bethy Lagardère uma musa eterna!



"Nossa conduta, publicamente falando, era bastante discreta. Chanel, por exemplo, não permitia que suas modelos usassem nada que não fosse Chanel. Mas o mundo muda e rápido, as exigências de ontem não são as mesmas de hoje. Pessoalmente sinto que seja assim. Há uma banalização do álcool e das drogas que nunca fizeram parte do meu mundo. O critério de seleção era baseado numa beleza real.
O escândalo não fazia parte da nossa publicidade
!"


Bethy Lagardère

[socialite franco-brasileira responde à pergunta de Lilian Pacce sobre as "it girls”, como Alice Dellal, Agyness Deyn, Kate Moss, e suas imagens provocativas e atitudes rebeldes]

Nenhum comentário:

Postar um comentário